Minha foto
Sou graduada no curso Superior Tecnológico em Gestão de RH, pela Unisinos em São Leopoldo e curso MBA em Gestão Estratégica e Inovação pela UNILASALLE. Trabalho na área de Rh desde 2003, atualmente trabalho na empresa Masisa do Brasil Ltda, localizada em Montenegro/RS na área de Capital Humano.

Termo consultor

"O termo consultor, do latim consultore, pode ser traduzido como aquele que dá ou pede conselhos. Podemos entendê-lo, ainda, segundo o conceito mais tradicional e conservador, como a função executada pelos religiosos ou, no último século, como a melhor designição para os ocupantes de funções que requerem o desenvolvimento de atividades específicas como, por exemplo, um médico, um advogado ou um contador." Fonte FGV Editora - Competitividade e Produtividade: a necessidade da mudança planejada e a contribuição da consultoria. Autores: LEITE, Luiz Augusto Mattana da Costa; CARVALHO, Iêda Vecchioni; OLIVEIRA, João Luis Carvalho Rocha de; ROHM, Ricardo Henry Dias.

domingo, 16 de outubro de 2011

Diferenças entre Gerações x Organizações

Quantas vezes vamos ouvir falar ou vivenciar situações, em nossa trajetória profissional, tratando-se das diferenças entre gerações? As organizações e profissionais estão se defrontando com uma mescla de gerações onde cada geração, “profissionais”, traz consigo diferentes percepções de valores e expectativas em relação à vida, ao trabalho e às organizações.
A chamada Geração Y, formadas por jovens entre 18 e 29 anos, totalmente adeptos ao mundo virtual, busca incansavelmente serem donos de suas próprias carreiras. Nas suas atividades, cumprir tarefas burocráticas e trabalhar apenas em troca de um salário, não é satisfatório. Querem rápido retorno profissional e trabalhos cada vez mais alinhados com seus valores, expectativas de vida, além de ter relevância para a sociedade.
A Geração X, formada por profissionais mais experientes que têm hoje entre 30 e 42 anos. Também podemos, no mercado de trabalho atual, encontrar os profissionais da chamada Geração Pós-Guerra ou Baby Boomers, com idade entre 43 e 60 anos, e por aqueles da Geração Guerra, com mais de 60 anos.
 Geração Y distingue-se por ser menos conservadora quanto a aspectos como a lealdade à empresa e a fidelidade a uma profissão. Ao contrário, vivem no ritmo do mundo atual, esperando por oportunidades de desenvolvimento pessoal, reconhecimento e crescimento profissional. Além de serem apaixonados pela tecnologia e as facilidades que ela proporciona. Por isso, esses jovens não se importam em mudar continuamente de empresa e de carreira, em busca da realização de seus objetivos e expectativas.
Estes profissionais não abrem mão de viver uma vida com sentido e com equilíbrio entre as dimensões profissionais e pessoais.
É esse o novo perfil dos profissionais que esta chegando às organizações, trazendo novas oportunidades e desafios aos gestores e à gestão de pessoas.
As diferenças entre gerações sempre existiram. É importante ressaltar que uma geração não é, necessariamente, melhor ou pior que outras. O importante e essencial nesta mescla de gerações é entender as expectativas, os valores e características de cada geração, assim como extrair o que cada uma, com suas singularidades e diferenciais, pode oferecer ao todo.
Percebe-se a necessidade dos profissionais de Recursos Humanos estarem atualizados, assim como atentos as novas tendências, a fim de identificar e agir pro ativamente frente estas mudanças no ambiente organizacional.
Gerir mudanças e diversidades é um dos papéis da área de Recursos Humanos junto aos lideres, não é uma gestão fácil, mas um bom trabalho reflete em ambientes organizacionais em que a diversidade e a multiplicidade de competências geram vantagem competitiva para a organização e de realização para seu Capital Humano.

Um comentário:

  1. Este blog é uma representação exata de competências. Eu gosto da sua recomendação. Um grande conceito que reflete os pensamentos do escritor. Consultoria RH

    ResponderExcluir